Este site usa cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website concorda com o seu uso. Para saber mais, leia a nossa Política de Cookies.

Sábado    por    Cofina Boost Solutions

Partilhe nas Redes Sociais

SIRL: as betoneiras de Penela que conquistaram o mundo

Mário Simões, chairman da SIRL

Notícias

SIRL: as betoneiras de Penela que conquistaram o mundo

Nascida numa garagem, hoje a SIRL está presente em 84 países, com uma posição dominante na Europa, África, Médio Oriente e América Latina e com uma vasta gama de produtos “Made in Penela”, como lhes chama Mário Simões, administrador da empresa.

Foi a dupla Mário Simões e seu pai, José Lopes, quem, em 1988, deram início à SIRL. Começaram por ocupar uma garagem com 25m2, hoje são uma PME Excelência. Nesta garagem, começaram por fabricar andaimes e comercializar as betoneiras Lisprene e Miral (hoje parte do SIRL GROUP). Ao tentarem, sem sucesso, tornar-se distribuidores oficiais dessas marcas na zona Centro, decidiram construir a primeira betoneira SIRL (de 180 l), que evoluiu para a BP200D, líder no mercado nacional e internacional, e um dos produtos mais vendidos na área de construção. Já depois de instalados na Zona Industrial de Penela, avançaram para o mercado internacional: primeiro o ibérico, depois os PALOP e, em 2002, o mundial.

Constante adaptação

Conscientes de que, para permanecerem no mercado, é necessário manter uma evolução constante e uma adaptação às necessidades e exigências do mercado, desenvolveram 155 modelos de betoneiras, com duas patentes registadas, sendo uma delas um “produto verde”, que trabalha de forma silenciosa, ideal para espaços em que o ruído não é permitido (como os hospitais), ou para trabalhar ao fim de semana.

A SIRL produz ainda todos os equipamentos que são parte integrante do meio da construção, como andaimes, carros de mão, máquinas de compactação, helicópteros alisadores de betão, cortadores de asfalto, cilindros, entre outros. Tem sido esta capacidade de adaptação, sem pôr em causa a qualidade, que a tem feito conquistar, há 10 anos consecutivos, o título de PME Excelência.

“Isto é algo que move toda a nossa equipa porque, fique claro, a SIRL não sou só eu, o meu pai ou o meu filho, o João. A SIRL são todos os colaboradores desta empresa e tudo o que existe se deve a esta equipa que luta todos os dias para sermos diferentes. Ser PME Excelência durante as épocas de crise, e não me refiro só à situação causada pela covid-19, mas também à intervenção da troika, é algo que só é possível trabalhando em equipa”, lembra Mário Simões, fundador e administrador da empresa. Acrescenta ainda que, ciente da necessidade de uma avaliação (e autoavaliação constante) para evoluir, o grupo contratou uma empresa de consultoria e apoio tecnológico japonesa, que trabalha com grandes multinacionais, para que também a SIRL esteja ao nível dos melhores do seu ramo.

“Gosto de ser avaliado, porque, se o for, sei que amanhã farei melhor. Nós não nos queremos acomodar e isso permite-nos que possamos ser cada dia melhores e lutarmos para conseguirmos atingir os nossos objetivos.”

Foi esta atitude que permitiu fazer face a situações de crise, como a da pandemia provocada pela covid-19. “A SIRL nunca parou a sua atividade, mesmo nos meses mais difíceis. Óbvio que tivemos bastantes problemas, principalmente porque somos uma empresa exportadora e os nossos comerciais não podiam viajar, mas criámos novas estratégias e formas de contornar esta situação, de maneira que o processo de crescimento continuasse e que todos os postos de trabalho estivessem salvaguardados.”

No passado mês de julho, lançaram o projeto SIRL SAÚDE, que coloca à disposição de todos os colaboradores uma equipa médica de três especialidades. O objetivo será evoluir para uma vertente de negócio que, a curto prazo, será alargado aos familiares dos colaboradores e possivelmente, a um médio prazo, aos habitantes do concelho de Penela e dos concelhos limítrofes.

Foco na sustentabilidade

Nos últimos anos, têm estado focados na produção e utilização de produtos com menor índice de poluição, como o uso de tinta sem chumbo. Desenvolveram, igualmente, um sistema de transporte pioneiro incorporado na própria betoneira, evitando a necessidade de palete para o transporte, não causando resíduos, nem desaproveitando materiais. Também os motores de combustão das betoneiras e máquinas obedecem às normas EURO V, reduzindo as emissões de gases.

Implementaram ainda um novo sistema produtivo que, em termos de economia de escala e de aproveitamento de recursos, vai permitir uma maior independência do exterior, conseguindo, com os mesmos recursos e com as mesmas matérias-primas, produzir muito mais e reduzir o desperdício.

Se a vontade de se suplantarem é intrínseca ao grupo, a verdade é que a inserção num cluster de competitividade trouxe um impulso acrescido. De qualquer forma, serão sempre os valores pessoais e morais a nortear a direção da SIRL: “Assim, conseguimos ser melhores, competir e estar no mercado, com um sentido construtivo e, acima de tudo, com o respeito e com uma admiração muito grande da parte dos nossos parceiros de negócio.”

Factos e números

Ano da fundação: 1988
Localização da sede: Zona Industrial de Penela
Unidades fabris: 5, em Penela
Produção: 400 betoneiras/dia
Volume de negócios em 2020: 21.000.000
Peso das exportações em % da faturação: 70%
Presença direta: 84 países
Principais mercados/países de exportação: França, Espanha, Alemanha, Médio Oriente, África, Oceânia
Previsão do volume de negócios para 2021: 25.000.000
N.º de empregados: 140
N.º de empregos criados indiretamente pela ação da empresa: 100